Marketing Emocional: os 5 elementos essenciais e como aplicá-los facilmente no seu negócio.

marketing emocional

Quer aprender a conquistar e fidelizar seus alunos e clientes? Conheça o Marketing Emocional, seus 5 elementos principais e saiba como aplicá-los facilmente na sua estratégia de marketing.

Marketing Emocional: os 5 elementos essenciais

Os 5 elementos essenciais para mexer com o coração da sua audiência e conquistar novos alunos e clientes foi o que nós conversamos com a Flávia Barbieri (publicitária e especialista em Marketing Emocional e Experiência do Cliente) na Aula Gratuita ao Vivo do dia 05.02.2020.

Na aula nós conversamos sobre os 5 elementos do marketing emocional, mostramos exemplos práticos, mostramos como nós usamos essas estratégias no nosso trabalho e ainda respondemos todas as questões dos participantes.

A gravação da aula completa você encontra diretamente no youtube:

Aqui nesse post eu quero meu objetivo é simples: oferecer para você que gosta de um suporte escrito, a possibilidade de ter um resumo completo da aula e ainda poder guardar esse material consigo.

Eu tenho também o objetivo de multiplicar esse conteúdo tão rico e precioso para quem quer aprender a divulgar seu trabalho de forma simples, honesta e eficiente!

Um resumo da aula você encontra nesse vídeo:

Marketing Emocional: 5 elementos principais + 1 dica preciosa!

Neste vídeo você encontrará a explicação desses elementos e uma dica especial para você aprender a fazer a multiplicação do conteúdo!

Mas agora, vamos ao que nos interessa aqui nesse post: o marketing emocional e para isso, vamos comecar respondendo à pergunta:

O que é Marketing Emocional?

Ao contrário do que nos ensinam em técnicas de manipulação, o marketing emocional não brinca com as emoções das pessoas, ele procura associar produtos e serviços à emoções e fantasias.

No artigo Marketing Emocional: Qual a influência nos consumidores no momento da compra? Gabriella Tomaz Choairy explique que:

Segundo Robinette, Brand e Lenz (no livro Marketing Emocional: A Maneira Hallmark De Ganhar Clientes Para Toda A Vida. São Paulo: Makron Books, 2002), o marketing normal pode mexer apenas com a emoção das pessoas, já o marketing emocional, além de mexer com as emoções, ele cria na pessoa um sentimento de fidelidade duradoura, passando por cima de uma compra comum.

Ou seja, o Marketing Emocional é uma maneira de conquistar e de fidelizar clientes e alunos através das emoções positivas (e até negativas) que criamos.

Logo no início da nossa aula, a Flavia Barbieri nos lembra que marketing emocional não é e não deve ser associado à manipulação emocional.

Trabalhar com emoções será saudável, eficiente e até gratificante se você usar com moderação e honestidade alguns desses 5 elementos do marketing emocional.

A definição de cada elemento é o que você encontra na apresentação feita durante a nossa aula. Coloquei em itálico tudo o que foi escrito pela Flávia e procurei alguns exemplos práticos e facilmente aplicáveis no nosso dia a dia, ok?

Espero que seja útil e se for, deixe-me saber: faça um post aplicando um desses elementos e marque @leilaadrianoostoyke no Instagram ou no Facebook e use a hashtag #dicadaLeilinha para que eu veja seu post, compartilhe e ajude você a conquistar novos clientes e alunos!

5 elementos do marketing emocional

1 – Empatia

O primeiro elemento essencial do Marketing Emocional é a empatia. Através dela você trabalha no seu público um sentimento já familiar, desenvolvendo um vínculo com as pessoas que já vivenciaram ou experimentaram o que a sua mensagem está passando.

Demonstrar empatia, é mostrar que você entende o seu público: suas dúvidas, suas dificuldades, seus problemas.

A Flávia usa o exemplo do comercial da Apple que ela analisa no vídeo:

Contudo, você pode mostrar empatia compartilhando uma situação do seu cotidiano: um problema encontrado e como você conseguiu resolver (as pessoas vão se identificar com o fato de você também ter os mesmos problemas que ela e vão adorar conhecer a sua solução), você pode ajudar alguém a desenvolver uma tarefa porque também já precisou de ajuda e sabe como é difícil, etc.

Um exemplo simples é essa imagem:

View this post on Instagram

🎄“Então é Natal e o que você fez?” 🎄 😎 Fiz o que deu! 🤞🤞🎅 . Encontrei essa imagem em um post da querida @marceladamaris e compartilho pois é assim que estou me sentindo 😊😊 Eu estou fechando o ano justamente com esse pensamento: eu fiz o que deu! E você? Como está fechando o ano? . Minha última ação pedagógica e empreendedora do ano foi a criação da nova sala de mentoria do meu grupo de “queridinhos da profe”. . ➡️ Se você já faz parte desse grupo, veja os seus e-mails para entrar lá! . ➡️ Se você ainda não faz parte desse grupo, você pode acessar uma réplica da sala e participar da primeira parte da mentoria, que tal? . ⚠️ Para acessar a réplica da sala, clique: https://classroom.google.com/u/0/h Chegando lá, clique no sinal de + no canto superior direito do seu navegador. Clique em “participar da turma” e insira o código: u6umkp2 Entrando na sala, acesse o menu “atividades”. Lá, entre em “links e informações úteis”. Assista ao vídeo “ano novo, sala nova!” e aproveite!! Como eu já falei, esta sala é uma réplica da sala verdadeira. Contudo, o que você encontrar nela, é de grande ajuda para quem está começando. Se você gostar da proposta e quiser participar ativamente do meu grupo de queridinhos da profe, poderá! . 🙂 Bom, agora eu vou deixar você aproveitar este final de ano da melhor maneira possível. Concentre-se em você e no que é realmente importante para sua vida! Pois isso vai lhe dar ainda mais vontade de trabalhar e realizar no próximo ano! . ❣Saúde, paz, amor e coragem para lutar por seus sonhos é isso que eu desejo para você hoje e sempre❣ Abraço e um feliz natal 🎄🤶🎅✨❤ . IMPORTANTE: eu estarei com a casa cheia e bem off de hoje até 2020 😊 Pode ser que eu demore um pouco para responder, mas eu respondo, ok?  Até lá, curta as fotos do natal por aqui e nos stories (se você gosta disso, claro!) #entãoénatal #empreendedoresdigitais #empreendedoresdofuturo #professoresempreendedores #educaçãoempreendedora #empreendersempre

A post shared by Professora Empreendedora (@leilaadrianoostoyke) on

Todos nós sabemos o quanto as festas de final de ano podem ser estressantes (principalmente para professores – meu público-alvo) e o quanto estamos cansados nessa época.

Mostrar nossas limitações também é uma forma de nos aproximarmos do nosso público e de mostrar empatia. Assim, criamos o sentimento de ser “gente como a gente” e não um ser inalcançável e longínquo.

2 – Compreensão profunda da audiência

A empatia leva você a conhecer profundamente sua audiência. Outro elemento essencial para um bom Marketing Emocional. Conhecendo todas as dores e necessidades do seu público, você pode entregar uma comunicação e um conteúdo personalizado e extremamente eficiente.

Eu, pessoalmente, sempre achei muito complicada essa história de “conhecer todas as dores, desejos e necessidades do público”.

Na verdade, eu até já tirei isso da minha cabeça pois eu sei que é impossível (até porque as pessoas estão sempre mudando).

Eu resolvi fazer bem mais fácil: me relacionar e me interessar verdadeiramente pelas pessoas. Eu não consigo fazer isso com todos, mas eu faço de verdade, ou seja, quando eu leio o post de alguém e me interesso ao ponto de deixar um comentário, eu também leio outros comentários (geralmente encontro até outras pessoas interessantes com quem me relacionar) e compartilho o post para reforçar que gostei.

Quando eu decido seguir ou não alguém nas redes sociais eu não olho somente o número de seguidores e a “promessa” feita no perfil. Eu procuro perceber se podemos ou não cooperar (no sentido de aprender uns com os outros).

E sim, eu sigo alguns dos meus alunos, pelo simples prazer de acompanhar o desenvolvimento deles e entender como eu posso continuar ajudando-os.

3 – Storytelling – a história por trás

Storytelling é uma técnica poderosa, usada desde sempre pela humanidade. Quem não gosta de uma boa história? Conte a sua! Ela envolve, ela conquista, ela aproxima de você as pessoas certas!

Essas perguntas podem ajudar você a contar a sua história e/ou a história dos seus clientes e alunos (o tal case de sucesso, sabe?)

  • Por que seu produto existe?
  • Como chegou ao mercado?
  • O que o seu negócio significa para você?
  • E o mais importante: o que ele significa para seus clientes?

A Tania de Oliveira que é advogada, especialista em Direito Previdenciário, dá um exemplo simples de como usar a técnica da storytelling para contar a sua história e mostrar seu propósito social (o elemento número 4)

4 – Propósito social

Uma marca emocional entrega muito mais do que o seu próprio produto, ela entrega uma mensagem poderosa de inspiração. Muito além do serviço ou produto, para um bom Marketing Emocional, você precisa criar uma percepção afetiva sobre a sua marca.

O poder de inspiração, de vendas e de fidelização de clientes é o tema do livro “comece pelo porquê” de Simon Sinek.

No livro ele explora a ideia do círculo dourado como sendo a forma de comunicação dos grandes líderes. Eu abordo esse tema no minicurso gratuito Empreenda sua Vida.

Faça o curso e leia o livro se possível, você vai gostar!

Um exemplo simples e muito eficiente de propósito social é a Nathália Arcuri, criadora do maior canal de finanças no YouTube do Brasil.

Nessa foto ela aparece liderando uma manifestação do grupo Mulheres do Brasil, a caminhada pelo fim da violência contra a mulher:

View this post on Instagram

#nicho X #propósito X #publicoalvo X #monetização Quem está começando a empreender e/ ou se perdeu no turbilhão de informações desconexas e "dicas matadoras" nas redes sociais, se confunde bastante com isso… eu sei bem, pois também demorei para entender e encontrar meu caminho.  Vamos usar o exemplo da @nathaliaarcuri #musadasfinanças para tentar entender?? Então vamos lá: ➡️ nicho: educação financeira  Sabemos bem que a educação financeira compreende diferentes aspectos e por isso, ela aborda tanto questões como economia doméstica quanto investimentos. Já vi vídeos dela ensinando até a economizar papel higiênico! . ➡️ propósito: "desfuder o Brasil" é o lema dela 😉😉 mas quem a acompanha, sabe que o propósito "do coração" é a independência financeira das mulheres. Ela sabe que grande parte dos relacionamentos abusivos são resultado da dependência financeira. Ela é mulher, é independente, sabe o quanto isso é importante e quer ajudar outras mulheres a se tornarem independentes também 🤞 . ➡️ público: pessoas que querem aprender a lidar com o dinheiro, a viver bem com o dinheiro, poupar e (se possível) enriquecer licitamente. Veja que o público dela não se limita a mulheres em relacionamentos abusivos por falta de dinheiro(!!). . ➡️ monetização: livro, cursos online, palestras, youtube ads, patrocínio, parcerias, afiliações, contratos (e provavelmente outras coisas que eu não sei pois não faço a contabilidade dela). . Esses 4 elementos (entre outros!) são essenciais em um negócio. Contudo, nada é tão restrito, fixo e “nichado” quanto algumas pessoas pregam por aí. Nós podemos mudar de nicho, ampliar nosso nicho, assim como nosso propósito muda com a nossa evolução (inclusive como pessoa!), nosso público muda todos os dias (pois todos os dias temos a oportunidade de saber mais sobre ele e isso faz com que a nossa ideia de público mude!), as formas de monetizar e gerar renda deve ser diversificada para que possamos acompanhar as evoluções do mercado e as necessidades do nosso público. . Agora pense comigo e responda às questões que eu vou colocar aqui nos comentários 👇👇

A post shared by Professora Empreendedora (@leilaadrianoostoyke) on

Quem acompanha o trabalho dela sabe que ela tem um propósito além do lema de “desfuder o Brasil” que é a independência financeira das mulheres. Ela sabe que grande parte dos relacionamentos abusivos são resultado da dependência financeira. Ela é mulher, é independente, sabe o quanto isso é importante e quer ajudar outras mulheres a se tornarem independentes também.

Note que todos os elementos se complementam e com o quinto não é diferente:

5 – Sensação de pertencimento

É natural do ser humano a necessidade de se sentir parte de um grupo, de se sentir pertencendo a “algum lugar”. Quando você cria para o seu cliente a sensação de que ele é parte da sua história, você entrega para ele sentimentos de conforto e acolhimento.

Na aula o exemplo para esse elemento fui eu, o que me deixou realmente contente, pois é isso que eu quero que meus alunos e mentorados tenham sempre em mente: cada um eles é importante para mim.

Não é demagogia boba, isso faz parte do meu propósito:

formar uma comunidade de professores e empreendedores capazes de transformar a vida das pessoas pela educação de qualidade e acessível a todos.

Se você já faz parte desse grupo eu espero que você se sinta realmente parte do grupo! Se não, passe lá na escola e vem com a gente! Tem até curso gratuito e se esse é o seu primeiro contato comigo e com meu trabalho, comece com um deles.

Agora é com você! Inspire-se e inspire as pessoas ao seu redor!

Isso vai render muito mais do que grana (o que é muito bom), isso vai dar vida ao seu negócio e às suas redes sociais.

E porque música é emoção pura, veja como a @fagundespedrina usou o que aprendeu na aula ao vivo para divulgar sua escola de música no Instagram:

Conhece mais alguém que pode se beneficiar desse conteúdo?

Exerça sua generosidade e compartilhe! (compartilhar com seu público o que você conhece e gosta também é uma maneira de inspirar – e de vender!)

4 comentários em “Marketing Emocional: os 5 elementos essenciais e como aplicá-los facilmente no seu negócio.

  1. Eduardo Responder

    Show de bola. É um mapa mental permanente para direcionar nossas ações em todas as áreas da nossa vida!

Tem algo a dizer? Deixe seu comentário e participe da conversa!